Os nossos vinhos

Quinta Da Côrte – Grande Reserva 2013

A colheita foi marcada por grandes contrastes: após uma primavera amena e chuvosa, o verão caracterizou-se por uma seca histórica. Felizmente, em setembro, alguns aguaceiros abençoados permitiram reequilibrar o ano.

Foram especialmente selecionadas várias parcelas de vinha para produzir este grande tinto do Douro. A sua exposição norte-nordeste faz com que as uvas amadureçam com harmonia e mantenham toda a sua frescura.

Proveniente de 40 % de Touriga Franca, 20 % de Touriga Nacional e de 40 % de Tinta Roriz, esta colheita estagiou durante 12 meses, estando 75 % da mesma em barricas, entre as quais algumas novas (30%.) O quarto restante foi vinificado em cubas de inox.

Cor: Grená rubi com reflexos de tinta.

Nariz: muito expressivo, completo, apresenta aromas de geleia de amora e groselha-preta, framboesa, pimenta, alcaçuz, acabando por revelar aromas florais elegantes e notas subtilmente torradas.

Na boca: Macio, carnudo e muito saboroso, suportado por uma variedade de taninos suaves e cremosos. A sua acidez dispersa vem equilibrar um conjunto marcado pela elegância, do início até ao fim da prova. suaves e cremosos. A sua acidez dispersa vem equilibrar um conjunto marcado pela elegância, do início até ao fim da prova. No final, a sua densidade, persistência e fineza relembram com êxito a marca mineral dos xistos.

Pode ser conservado durante mais de 10 anos na adega.

Quinta Da Côrte – Grande Reserva 2014

A colheita 2014 revela uma concentração magnífica, uma mineralidade e um aspeto frutado de uma grande pureza. O trabalho dos solos e da vinha, bem como as reservas hídricas certas, alimentadas pelas chuvas regulares do inverno e da primavera, permitiram ultrapassar a canícula do verão. A maturação das uvas foi especialmente harmoniosa.

Contrariamente a 2013, esta colheita é exclusivamente composta por Touriga Nacional e Touriga Franca em partes iguais.
Estagiou integralmente em barricas, 30% das quais são novas.

Cor: Grená púrpura com reflexos de tinta.

Nariz: opulente e fresco, revelando uma grande complexidade. Depois dos frutos vermelhos e pretos, liberta notas florais e elegantes de iris e depois de pimenta.

Na boca: denso e muito encorpado, a impressão inicial ampla e franca, evoluindo com vivacidade para apresentar em seguida uma variedade de taninos, presentes, mas aveludados. Por fim, extremamente persistente, o que lhe confere um toque final brilhante. O seu aspeto tânico, mas sem asperidade demonstra mais uma vez que se trata de uma excelente reserva.

Pode ser conservado durante 15 anos na adega.

Princesa 2014

Desde 2013 esta propriedade vitivinícola situada no coração do Douro, na
sub-região do Cima Corgo, produz vinhos à altura das ambições da Vignobles
Austruy. O seu tesouro de vinhas velhas, as suas técnicas culturais respeitantes
da tradição e a sua preocupação de basear cada colheita num estilo atual
coloca a Quinta da Corte entre os domaines mais interessantes para os amantes
dos vinhos do Douro, assim como do vinho do Porto.

Mistura: 60% Tinta Roriz, 30% Touriga franca, 10% Touriga Nacional.

Estágio: 12 meses em barricas de um ano de 225 L e 500 L
evitando marcar demasiado o fruto pela madeira.

Degustação: Uma cor púrpura violácea. Aroma vivo e fresco revela as notas de cassis de groselha, de mirtilo, de loureiro, da groselha espinhosa e especiarias. Começam a surgir as primeiras notas de madeira quando o vinho é aberto para respirar. O paladar suave no ataque afirma-se graças a uma trama elegante, caraterizada por uma belíssima acidez e taninos finos. Elegante, muito juvenil, tem um acabamento longo a frutos frescos, especiarias e notas minerais soberbas.

Duração da conservação: 10 anos